Análise Setorial PHCFOCO
Vetores e Pragas

LOGIN: SENHA:

1

01  Mundo - Mapa
02  Mundo - Casos
03  BR Por período
04  BR Méd Móvel
05  BR Percentual
06  BR Incidência
07  UF Por período
08  UF Méd Móvel
09  UF Percentual
10  UF Incidência
11  Capital Por período
12  Capital Méd Móvel
13  Capital Percentual
14  Capital Incidência
15  Rio Chuva Dengue
16  Dengue cobertura
17  Dengue agentes

Pragas, Mosquito, Dengue

Mundo - Mapa, Áreas de Risco e Relatórios

ANÁLISE /EPA

Estamos caminhando para termos 1 milhão de casos de dengue por ano no Brasil. No mundo, a Organização Mundial de Saúde estima que estejamos crescendo para 100 milhões de casos. Para a dimunição dos casos de dengue, instituições seguem em busca do aumento de eficiência das estratégias utilizadas. Sem estas estratégias, o número de casos de dengue seria maior porém, apesar das estratégias adotadas, o número de casos de dengue continua crescendo no Mundo e no Brasil.

Algumas destas estratégias são:

  • institucionalização do controle da dengue;
  • coordenação das ações em saúde;
  • acompanhamento do nível de infestação;
  • aumento do número de estruturas inspecionadas – casa a casa, pontos estratégicos (portos, aeroportos, cemitérios etc.);
  • atendimentos especiais (chamadas da população);
  • respaldo legal para inspeção de imóveis fechados;
  • eliminação de focos; controle do mosquito – controle larval e/ou adulticida;
  • aumento do número de leitos;
  • treinamento dos médicos para o diagnóstico e tratamento;
  • monitoramento do vírus; criação de pontos de hidratação;
  • pólos de assistência; campanha de comunicação para o envolvimento da população e
  • telefone de contato.

Outra abordagem que pode aumentar a eficiência do programa em andamento é a inclusão de novas estratégias. O setor de controle de vetores e pragas profissionais pretende aprofundar a discussão com o Governo de como o setor privado de prestação de serviço pode apoiar o programa.

Para isto, em Brasília, o setor organizado pedirá audiência à Secretaria de Vigilância em Saúde (Coordenação do Programa da Dengue) e realizará o segundo Dia Análise Setorial Pé na Estrada. O objetivo da audiência será listar possíveis atividades que o setor privado possa complementar às estratégias em andamento para o aumento da eficiência do programa de controle da dengue, por exemplo:

  • incluir na lista de serviços vendidos a inspeção das estruturas;
  • estabelecer protocolos/modelos de contrato para a venda de serviço de controle de mosquito em áreas privadas e públicas;
  • vender o serviço de controle focal e espacial para as estruturas que já contratam o serviço de controle de pragas rasteiras – barata, rato, cupim, pulga e
  • acompanhar os processos licitatórios do setor junto às instituições voltadas para este fim.

Observação:
A falta de relatórios não indica que não há transmissão, especialmente em áreas onde os vírus da dengue são endêmicos.

Fonte: HealthMap/CDC, FEV/2012.

 DATA DE ATUALIZAÇÃO: 21/06/2017


 
 
 

 

© PHCFOCO 2002-2016. Todos os direitos reservados.